DRA. MARGARIDA MORAES 4ª PRESIDENTE DA APESP (1983-1984)

Biografia redigida pelo Dr. Sydney Leão (Atual presidente da APESP)

Dra. Margarida Maria Fernandes da Silva Moraes nasceu em Bariri, na região central do estado de São Paulo (próximo a Jaú). Fez a educação primária em Bariri; e o ensino médio entre Jaú e Ribeirão Preto.

Começou a sua graduação médica na Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP-USP) em 1962; finalizando-a em 1967. No último ano de graduação, fez estágio opcional no Departamento de Patologia da FMRP, com nota 10 na avaliação de aproveitamento.

Devido a incipiência da especialidade no nosso país; necessitou emigrar aos EUA para fazer residência médica nos Hospitais Woman´s Medical College of Pennsylvania e Mercy Catholic Medical Center, ambos na Filadélfia, durante os anos de 1968-1970. Ao retornar ao Brasil, em 1970, passou a ser auxiliar de ensino voluntário no Departamento de Patologia da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP); além de ter atuado, nesse ano (1970) como estagiária de patologia no serviço do Dr. Prates (1º. Presidente da APESP) no Hospital São Lucas. Em 1971, e por oito anos (até 1979), atuou como médica patologista associada no laboratório do saudoso Dr. Prates. Obteve títulos de especialistas, em patologia e citopatologia (AMB/CFM), durante o X Congresso Brasileiro de Patologia, em Curitiba (1974). 

Dra. Margarida é uma das fundadoras da APESP (em 1975); e foi a 4ª. presidente da nossa associação, entre os anos de 1983-1984 – sendo a 1ª. mulher presidente na história da APESP. Na parte profissional, foi ainda médica citologista assistente do Hospital das Clínicas da FMRP entre os anos de 1975-1987; tendo sido coordenadora do estágio de citopatologia na residência de patologia da FMRP no ano de 1977. Foi ainda médica interlocutora do programa de anatomia-patológica, citologia e registro de tumores, vinculada ao SUDS, entre os anos de 1989 e 1994; sendo, durante muitos anos (desde 1995), membro do corpo editorial do periódico Pathology- case reviews (Lippincott Williams & Williams, 1975). Foi ainda professora, durante sete anos da disciplina de patologia do curso de medicina da UNAERP.

Em termos associativos, além da APESP, ainda é membro da International Academy of Pathology desde 1984 e da Sociedade Brasileira de Patologia desde 1974. Atualmente atua no seu laboratório particular, fundado em 1980; além de ser patologista afiliada ao Hospital Sinhá Junqueira e patologista credenciada em outros cinco hospitais, todos localizados na cidade de Ribeirão Preto. Continua ativa na APESP, exercendo atualmente o cargo de primeira-tesoureira desde o ano de 2019.

Copyright © 2020 - APESP - Associação dos Patologistas do Estado de São Paulo - Visitas: 68.815 - Agência de Site Jundiaí