20/08/2005 - Araras

CASOS DA REUNIÃO

Sistema Nervoso Central - Capítulo Tumores - Encéfalo

Apresentado por: Abaete Leite Do Canto ( Nao sei )

Diagnóstico: Astroblastoma

Criança, sexo feminino, 1a 5m, inicia quadro convulsivo procurando o PS. Exame Neurológico: Pupilas fotorreagentes, sonolência, sem déficits ou antecedentes mórbidos. TC: Lesão hiperatenuante em região parietal direita Coleções extra-axiais fronto-parieto-temporais com desvio de linha média Operada em 03/03/2005 com ressecção total da neoplasia. Evoluiu com coleção sanguinolenta subdural com derivação externa para peritônio.

 LÂMINA:   Lamina 1

 DONWLOADS:   teste.doc   |   teste.txt   |   REPERTÓRIO.pdf   |  

Sistema Endócrino - Capítulo Tumores - Tireóide

Apresentado por: ( )

Diagnóstico: Carcinoma Anaplásico da Tiróide

Paciente masculino, 73 anos Encaminhado do Check-up Fleury Nódulo tiroidiano palpável no lobo direito - 5 cm TSH: 0,71 mUI/L T4L: 1.2 ng/dl Outros exames do Check-up sem anormalidades Nódulo no lobo direito da tiróide: 4,2 cm Misto Calcificações de permeio Linfonodo aumentado, contorno lobulado 2,5 x 1,3 x1,6 cm Hipoecogênico Calcificações?? PAAF Material espesso, mucóide Paucicelularidade Atipias intensas Fundo inflamatório/necrótico INDETERMINADO PARA MALIGNIDADE Possibilidades Diagnósticas Neoplasia mucinosa primária Carcinoma mucoepidermóide Variante mucinosa do carcinoma papilífero Variante mucinosa do carcinoma medular Metástase de adenocarcinoma Remanescente cístico do corpo ultimobranquial modificado por algum processo inflamatório Sugerido cirurgia para esclarecimento diagnóstico Após discussão com vários profissionais o paciente aceitou operar Tempo decorrido: 2 meses Crescimento à palpação: ausente Crescimento ao USOM: ausente Laudo Congelação (outro serviço) Carcinoma Medular da Tiróide

 LÂMINA:   Lamina 1

 

Sistema Cárdio-vascular - Capítulo Tumores - Coração

Apresentado por: ( )

Diagnóstico: MELANOMA METASTÁTICO

Homem, 72 anos, tumor em átrio direito. Formação nodular de 7 cm no maior eixo, pesando 81 g, de superfície externa bosselada. Ao corte, tecido compacto com áreas de necrose e hemorragia. Hipóteses diagnósticas Linfoma difuso não- Hodgkin Rabdomiossarcoma Carcinoma indiferenciado Tumor neuroendócrino Melanoma

 

Partes Moles - Capítulo Tumores - coxa direita

Apresentado por: ( )

Diagnóstico: DIAGNÓSTICO TUMOR FIBROSO SOLITÁRIO/ HEMANGIOPERICITOMA

LB 04/7449 FB, masculino, 71 anos, com massa tumoral indolor na coxa direita

 

Partes Moles - Capítulo Tumores - Partes moles - Parede Toráxica

Apresentado por: ( )

Diagnóstico: Mixofibrosarcoma grau II

Mulher, 70 anos, tumor da parede toráxica esquerda, de crescimento lento e progressivo. Conclusão dos achados citológicos Sarcoma de células fusiformes, raras delas arredondadas. Presença de células multinucleadas. Rica trama de vasos delgados. Componente mixóide.

 

Partes Moles - Capítulo Tumores - Partes moles - região ocular

Apresentado por: ( )

Diagnóstico: Fasciíte Nodular

Dados Clínicos 10 a, feminina Lesão no ângulo interno do olho esquerdo de 5 semanas de evolução. Massa firme, indolor, bem definida, 10 mm de diâmetro, na região do saco lacrimal Episódios de sinusite e infecção do trato urinário. Realizada excisão simples. Recorrência da lesão envolvendo saco lacrimal e porção medial da pálpebra esquerda. Excisão de 11mm da lesão recorrente.

 

Sistema Genital Masculino - Capítulo Tumores - Prostata

Apresentado por: ( )

Diagnóstico: EPM - Sarcoma do estroma de baixo grau Salomão & Zoppi - Sarcoma do estroma da próstata de baixo grau. Áreas de padrão histológico filóide-símile

UNIFESP/EPM B04-27342: 55 anos Bx guiada por USG (hospital privado *****) Sarcoma de baixo grau infiltrando tecido prostático (Vesícula seminal???) IH: p53, Ki-67, VIM ? + Myo, 1A4, HHF-35, Desm, CD99, EMA, S100, PSA, CK, bcl-2, c-Kit, CD34 ? - Salomão & Zoppi AP2004-63958: 74 anos Prostatectomia aberta por “HPB”. Macroscopia: estrutura ovóide, parda, superfície lisa, de 7,0 x 5,5 e com 92,0g. Á secção: multinodular, castanho-amarelado e macio, tendo cistos de permeio.

 DONWLOADS:   teste.doc   |   teste.txt   |  

Mama - Capítulo Tumores - Mama

Apresentado por: ( )

Diagnóstico: Sarcoma de alto grau, com diferenciação mióide, originado de Tumor Phyllodes Maligno

Paciente do sexo feminino, 52 anos. Três retiradas prévias de Tumor Phyllodes. Nódulo doloroso em QS de mama direita, sem descarga papilar, de crescimento rápido nos últimos 4 meses, após a última ressecção. Macroscopia Estrutura nodular de tecido pardo-esbranquiçado, friável, com aspecto mixóide, medindo 17,0 x 10,5 x 10,0 cm. Presença de extensa área de hemorragia central. Imuno-histoquímica AE1/AE3 CK19 Proteína p63 Receptores hormonais Desmina

 

Partes Moles - Capítulo Tumores - Cicatriz Umbilical

Apresentado por: ( )

Diagnóstico: Metástase Umbilical de Adenocarcinoma Seroso Papilífero do ovário Metástase umbilical = Nódulo da “Sister Mary Joseph”

Paciente de 74 anos, com nódulo na cicatriz umbilical

 

Sistema Genital Feminino - Capítulo Tumores - Vagina

Apresentado por: ( )

Diagnóstico: Carcinoma adenóide-cístico sólido do trato genital feminino

PACIENTE DO SEXO FEMININO 77 ANOS SANGRAMENTO VAGINAL HÁ UM MÊS EXAME COLPOSCÓPICO: MASSA EM FUNDO VAGINAL HIPÓTESES DIAGNÓSTICAS Carcinoma espino-celular variante basalóide Tumor neuroendócrino Carcinoma adenóide-cístico com predomínio de áreas sólidas Carcinoma adenóide-basal

 

Peritoneo - Capítulo Tumores - Peritôneo

Apresentado por: ( )

Diagnóstico: Gliomatose Peritoneal

Sexo feminino, 11 anos, assintomática. Múltiplos pequenos nódulos peritoneais um ano após ressecção de tumor ovariano.

 

Sistema Genital Feminino - Capítulo Tumores - Ovário

Apresentado por: ( )

Diagnóstico: Tumor do Seio Endodérmico, Variante Hepatóide

Setembro 2003 - início de dor abdominal, perdas do apetite e ponderal, febre intermitente. Novembro - amenorréia. Março 2004 TC: hepatomegalia discreta, linfadenomegalias pericavoaórticas e ascite. - biópsia laparoscópica.

 

Peritoneo - Capítulo Tumores - Peritôneo

Apresentado por: ( )

Diagnóstico: CARCINOMA NEUROENDÓCRINO PRIMÁRIO DO RETROPERITÔNIO PÉLVICO (TUMOR CARCINÓIDE)

Mulher, 33 anos. Exame ginecológico pélvico: massa palpável em fossa ilíaca esquerda. US: massa bem circunscrita na pelve (interpretada como ovariana). Laparotomia: massa de 8 cm em fossa ilíaca esquerda, adjacente ao nervo obturador esquerdo e aderido às partes moles profundas da parede pélvica. Útero e anexos normais. Não foi observado linfadenomegalia. Nenhuma outra evidência de tumor foi encontrada.

 

DIAGNÓSTICOS

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Morbi vitae elit et turpis suscipit eleifend. Etiam mauris leo, efficitur ornare sem non, pharetra viverra nisl. Duis placerat eget nisl et egestas. Sed congue blandit ullamcorper. Pellentesque habitant morbi tristique senectus et netus et malesuada fames ac turpis egestas. Suspendisse lacinia eu arcu non porttitor. Nam fermentum quam tempor mauris elementum placerat. Cras eget vehicula libero. Sed scelerisque pulvinar tortor, ac vulputate metus malesuada non. Sed at risus in erat egestas faucibus a sit amet neque. Phasellus pellentesque dui non quam lacinia, at pellentesque arcu aliquet.

Donec ultricies lacinia imperdiet. Sed sed ultricies tortor. Morbi ac nibh ante. Cras id finibus nulla, quis vehicula urna. Integer nec vestibulum nibh, quis imperdiet massa. Maecenas feugiat justo vitae massa convallis, non consequat lectus semper. Duis non dui commodo, maximus erat fermentum, consectetur dolor. Nulla vitae odio volutpat, ullamcorper magna a, porta urna. Vivamus commodo, arcu nec varius tristique, felis mi vehicula tortor, at ultrices leo purus non velit. Etiam vel commodo urna. Nulla et lacinia erat, ultrices posuere nulla. Etiam a tortor tincidunt, venenatis nunc non, lacinia arcu.

 

GALERIA DE FOTOS